Nostalgia para Beatriz:

Nunca acaba, a cena se reinventa...barco embriagado ao mar

Amo o poema e como o poema

                     vira música na voz de Adriana,

                                             nítido-marejante…

Amo o contrabaixo, amo o teclado…

Assisti a esse show duas vezes

              e assistiria a muitas outras

                             pudéssemos voltar no tempo…

numa delas, 4 extasiados numa mesa, eu, Lízia, Mangaba e Raquel...

acho que todos nós queríamos nos casar com Adriana ali no a-to

(você tem meia hora pra mudar a minha vida)

acho que todos nós saímos bêbados bobos embasbacados

hoje é a mesma canção

em nova (e bem vinda) companhia

Anúncios

One Response to

  1. Aretuza disse:

    Me casaria com Adriana,sempre.
    Lendo suas poesias,tenho sentido que estou em uma relação em que pedirei suas palavras em casamento.
    Aretuza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: