Frida kahlo é o plural em nós,

é a cor,

dança vívida,

florespinho

noitedia

as ruas nos atravessam

enfeitadas de luzes

mas ainda antes,

entre o risco roxo na amplidão recortada por edifícios

e o ballet da eletricidade noturna,

vestígios de Frida,

rumores do quanto nós somos ela,

timbres e íris

no silencioso alarido que nos habita.

ela o elo

o estandarte

ornado de flores e corais

onde vibram OxumIemanjá,

e ainda assim

a límpida gota nua

eterna

fugaz.

– 

Anúncios

3 Responses to

  1. monica disse:

    Meu Deus do céu como eu adoro esse blog! Viva a Frida, a Adriana, a Renata!

    • Renata Cabral e Robson Santos disse:

      Mônica, viva você e sua sagacidade tão precoce, tão menininha e divagando sobre poesia, clarice, deus, morte…
      aqueles nossos encontros foram mágicos e muito verdadeiros, tenha certeza; todos lá de casa amam você.
      Beijo doce

  2. monica bomfim disse:

    Ai como são fartas, doces, acalentadoras e tão fortes as ondas de nossa infância… sou muito grata ao tanto de vida, arte e amor eu aprendi com esta familia, naquele inesquecivel sitio florido… um beijo de saudade!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: