Vista do Crepúsculo

 Eduardo Galeano

Está envenenada a terra que nos enterra ou desterra.

(…)

Já não há chuva, só chuva ácida.

Já não há parques, só parking.

Já não há sociedades, só sociedades anônimas.

Empresas em lugar de nações.

Consumidores em lugar de cidadãos.

Aglomerações em lugar de cidades.

Não há pessoas, só públicos.

Não há realidade, só publicidades.

Não há visões, só televisões.

Para elogiar uma flor, diz-se:

“ Parece de plástico.”

Cultivo una Rosa Blanca

 José Martí

Cultivo una rosa blanca,

en julio como en enero,

para el amigo sincero

que me da su mano franca.

 

Y para el cruel que me arranca

el corazón con que vivo,

cardo, ni ortiga cultivo:

cultivo una rosa blanca.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: