As línguas servem para comunicar. Mas elas não apenas “servem”.

Elas transcendem essa dimensão funcional.

Às vezes, as línguas fazem-nos ser.

Mia Couto

“eu nasci e me criei no colo das yabás…

sou água de cachoeira, ninguém pode me amarrar…”

viva Clementina de Jesus!!!

viva Edith do Prato!!!!

viva o samba de roda!!!

viva essa filha de Oxum,

iniciada no terreiro de Mãe Menininha do Gantois,

Marine de Castro!!!

(…) normalmente o povo canta de braços abertos e de olhos fechados.

Isso é a alma cantando,

é a alma do povo brasileiro cantando.

Mariene de Castro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: