palavra açucena, nêspera, manhã:

Fabiana Cozza!


movimento que se alastra entre o que há de azul e lilás

no corpo da voz

e tudo o que dela emana:

força estranheza pulsação


uma sabedoria dos velhos e velas

que alumiaram nossos caminhos e nossas horas tristes

que guardaram um pouco do que somos

séculos afora


– estalam chibatas ecoam tambores –

vórtice e vertex

o eixo

entre a voragem dos sentidos,

água sal-e-doce sereia e vendaval


fraseado que baila, vibra, ouro e prata,

filha de Oxum e de todas as Aiabás

numa pletora das águas

– intensa-vibrante  –

vicejando tambores e benção ancestrais.

http://www.myspace.com/fabianacozza

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: